Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

 

Sala de Imprensa

BRAYAN, A GRANDE VITÓRIA!!!

Relatos da dona de Casa Célia de Fátima Batista (Mãe)

Bom aos três meses Brayan ficou muito ruim, onde eu passei ele na pediatra que viu eu ele não estava respirando, o encaminhando a UTI da Santa Casa de Sorocaba, apresentando piora tendo episódio de Asma, Pneumonia, Infecção na Urina e água no pulmão, permanecendo durante 5 meses sem melhora no seu estado clínico. Nesse período precisou fazer drenagem no pulmão, onde suas plaquetas diminuíram e ele ficava muito frio com manchas no seu corpo, o olho inchou e permaneceu assim durante 1 mês. Com seis meses de internação passou por um procedimento para a colocação de traqueostomia e Gastrostomia com uma significativa melhora durante alguns dias, quando do nado o brayan teve uma parada cerebral, onde a médica me chamou e falou “Célia o Brayan parou!!

E tudo que podíamos fazer para ele voltar nós fizemos, a hora que os órgãos dele perceber que o cérebro parou, eles vão parar também, mas com a graças de DEUS, depois de dois dias ele voltou e começou a ficar bom, onde dei entrada no serviço de Home Care e permaneceu na advogada por 2 meses. Quando fui cobra-la uma posição a mesma me informou que ainda não tinha dado entrada, dai peguei os papeis e levei para outro advogado onde em dez dias o brayan ganhou uma liminar para o serviço de home care.

Nesse período o Brayan pegou Hepatite Medicamentosa onde ficou horrível, nessa época ele já estava com 1 ano e um mês, ficou de toda cor de: laranja, amarelo, verde e eu percebia que meu filho já não queria mais viver e nem lutar pela vida e quatro vezes chamou a família falando que ia morar com DEUS, mesmo vendo que meu filho estava ruim, eu nunca acreditei que ele se ia, mas entreguei ele para DEUS, e sempre falava à ele que amava o demais, e se ele estivesse cansado de viver que ele fosse viver com DEUS, eu iria ficar bem e ele parar de sofrer, mas, se ele conseguisse viver e ficar com a mamãe, falasse com DEUS e lutasse para viver, nesses momentos ele sempre abra os olhos, apertava minha mão, porem não conseguia entender o que ele queria dizer. Ai ele venceu mais uma. Nesse período, vieram montar a UTI dentro de casa, porem não puderam transferi-lo para nossa casa, ele adoeceu novamente, e que não poderia sair de dentro da UTI, não iria resistir ao transporte, e não iria sobreviver fora das condições de cuidado do hospital, mas tomei uma decisão, já que o Brayan não iria sobreviver e que só um milagre o tiraria ele dessa, resolvi trazer ele para casa. Falei com a médica para comunicar a empresa Pró-Saúde Home Care sobre a alta dele para que pudessem montar a UTI dentro de casa e trazer o Brayan. Hoje ele esta com um ano e cinco meses, e faz um mês que esta em casa, e que cada dia é uma surpresa para todos nós, dia a dia ele vem apresentando melhora, antes me falavam que ele nunca ia mexer as pernas, hoje com ajuda das Fisioterapeutas e Terapeuta Ocupacional ele esta mexendo, e se desenvolvendo melhor. As noites que passava no hospital a custa de um ventilador mecânico, hoje passa alguns momentos sem.

Bom, foi a melhor decisão que tomei, Traze-lo para CASA e hoje sou a pessoa mais feliz pelo meu filho estar aqui conosco e agradeço a equipe que cuida dele.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

TAINÁ MAIS PERTO DA FAMÍLIA

Publicação do Jornal FOLHA SETE, mostra a luta da Família pelo Tratamento Domiciliar

 

Após dois anos e quatro meses internada na CTI do Hospital São Francisco, a pequena Tainá esta em casa, compartilhando as alegrias juntamente com o pai Vanderlei e a mãe Dulcinéia. Diagnosticada com uma doença rara antes mesmo de completar um ano de idade, tainá foi acometida por uma Atrofia Muscular Espinhal Tipo I, uma doença genética que não existe cura, necessitando de cuidados de enfermagem 24 horas além de equipamentos para respirar. Através de uma ação movida contra o Ministério Público, foi possível fazer com que o Estado oferecesse condições necessária para que a Tainá fosse transferida para casa com suporte de uma UTI domiciliar. Para que essa transferência pudesse ser realizada, foi contratada a empresa PRÓ-SAÚDE HOME CARE  com sede em Sorocaba - SP onde disponibilizou todos os esquipamentos, materiais, medicamentos e equipe composta por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, e como auxilio 24 horas por dia de técnicos de enfermagem, mantendo assim a Tainá internada no conforto de sua casa e na companhia de seus familiares. O Fisioterapeuta Rogerio de Jesus Russo, diretor comercial da empresa Pró-Saúde Home Care salienta que a equipe esta formada por mais de 15 pessoas para o atendimento da Tainá, É muito gratificante para a família ter sua filha em casa, e o processo de reabilitação da paciente é evidente.

Curta Pró-Saúde Home Care no Facebook!

Blog webekm.com the ekm.

Download from BIGTheme.net free full premium templates